Mário Moura

Malcolm Gladwell

In Crítica on Dezembro 2, 2008 at 2:37 am

estrelas-2

Embora não tenha conseguido ler Blink ou Tipping Point até ao fim, li Outliers, o novo livro de Malcolm Gladwell, de uma ponta à outra. Não foi muito difícil, porque Gladwell escreve bem. Cada capítulo tem uma história bem esgalhada para ilustrar uma generalização central. Em Blink, por exemplo, era a ideia de que as decisões tomadas num piscar de olhos são tão boas como as tomadas com mais vagar. Em Outliers, o argumento vai – com uma dose enjoativa de paninhos quentes – contra a ideia de que o esforço individual é quanto basta para vencer. Defendendo que as pessoas excepcionais, sejam elas génios, cientistas, advogados ou pilotos de aviação, devem tanto ou mais à cultura e à época em em que foram criados como ao seu talento natural, Gladwell critica a ideia muito americana de meritocracia. Embora esteja escrito à maneira daqueles livritos de auto-ajuda que assolam as secções de gestão das livrarias, a sua tese deve parecer, à maioria dos americanos, quase comunista – não admira portanto que este tenha sido o livro de Gladwell mais criticado até agora. Para quem não acredita nas virtudes do individualismo impulsivo e talentoso, Outliers não traz nada de novo; para quem acredita, não vai ser a prosa mole de Gladwell que o vai fazer mudar de opinião.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: